top of page
Buscar
  • Foto do escritorJoyce Leite

Por que é tão difícil procurar ajuda psicológica? Parte 2

Essa é a segunda publicação de uma série de três que destaca os principais motivos referentes à dificuldade de procurar ajuda psicológica


Se não viu a primeira publicação clique aqui e veja.


Nessa publicação há mais 3 motivos.


Agora vamos para o segundo motivo:



2. Medo de expor-se.

Realmente é difícil colocar nossos sentimentos e intimidades especialmente a

alguém o qual não conhecemos.

Os psicólogos tem o sigilo profissional (Art. 9º do Código de Ética do Profissional de Psicólogo), que consiste em não divulgar de forma alguma os conteúdos apresentados pelo paciente. Só ocorre em casos específicos, se há risco de vida, por exemplo, e ainda assim só o necessário para assegurar a vida do paciente.

O profissional tem respeito por tudo que é relatado pelo paciente, há uma escuta diferenciada para compreender o paciente a fim de orientá-lo da melhor forma possível. Tudo que é relatado é importante.

Pode ocorrer do paciente ter medo de julgamento, julgar não é papel do psicólogo. Ao contrário, ouvimos da forma mais neutra possível, livre de julgamentos, o objetivo é compreender a dinâmica do paciente e acessar o conteúdo inconsciente.



3. Valor do atendimento.


Achar que vai gastar dinheiro à toa.


Em relação a valor do atendimento há três pontos importantes a destacar:


Primeiro ponto a ideia que é um valor muito alto. Quando mexe no bolso qualquer serviço que você for contratar você avalia muito bem para que o seu dinheiro seja investido da melhor forma possível. Claro, precisamos reconhecer o valor o qual suamos tanto para adquirir.


Há sessões que custa mesmo um valor alto, as pessoas que pagam esse valor reconhecem o quanto é importante psicoterapia/análise. Geralmente o custo maior é com sessões de análise. Com profissionais que são muito reconhecidos no mercado, e, portanto, muito requisitados, com fila de espera, nestes casos o investimento é maior mesmo.

Porém, o atendimento é para todos. Hoje existem muitos profissionais ótimos, éticos e com preço acessível. Muitos profissionais que atendem ao menos um paciente com valor simbólico, profissionais que reconhecendo a situação financeira aceitam receber o que o paciente pode pagar. E, além disso, o plano de saúde pode cobrir.


Segundo ponto o investimento é válido.


Quando vamos ao supermercado e trocamos o nosso dinheiro pelo que pegamos na prateleira levamos para casa algo concreto. Você consegue tocar com as mãos os produtos que seu dinheiro comprou. Na psicoterapia você entra e sai com as mãos vazias, mas, você leva com você todo um processo profundo e que te ajudará pela vida inteira. O que você desenvolve, reflete e adquire no processo psicoterápico não tem como ninguém levar de você, será seu para sempre.


Terceiro ponto é muito importante. Qual é o valor que você está disposto a colocar em você mesmo? Pode ocorrer de haver um bloqueio interno da própria pessoa. Alguns não chegam a procurar ajuda psicológica por achar que não merece ter toda essa atenção voltada para si, não merecem investir esse dinheiro nele mesmo. Esse movimento pode ser consciente ou inconsciente.


Vamos à quarta dificuldade ao buscar ajuda psicológica.



4. Não conhecer o profissional.


Na primeira publicação dessa série destaquei sobre o medo de expor-se que é uma dificuldade delicada, pode ter relação com as questões inclusive internas que dificulta a vida da pessoa em várias áreas. Essa dificuldade também tem relação de não conhecer o profissional. Quem é essa pessoa que vai cuidar de mim? Será que vai me entender mesmo? Será que vai me ajudar mesmo? Essa desconfiança é normal. Com o tempo na relação terapêutica cria-se um vínculo e o processo ocorre com sucesso.

Para diminuir essa desconfiança e aumentar a possibilidade de encontrar um bom profissional é importante buscar indicações. Hoje há muitos profissionais também que tem publicações na internet onde é possível olhar para o seu trabalho. Há sites que ajudam o paciente a encontrar um bom profissional.

É importante ter o primeiro passo, passar pela primeira sessão e conhecer o profissional, na sessão já vai perceber se deve ou não continuar, e quando inicia o processo pode sair quando quiser.


E se quiser conversar comigo, Clique aqui, pode me mandar mensagem direto via WhatsApp.


Até a próxima publicação.


Veja também:



コメント


bottom of page