top of page
Buscar
  • Foto do escritorJoyce Leite

5 diferenças entre conversa de amigos e psicoterapia

Muito comum às pessoas entenderem que uma conversa com a aquele amigo que te entende ou aquela pessoa experiente vai substituir uma sessão com um psicólogo.


Essa compreensão está relacionada à falta de conhecimento sobre o que é um processo de psicoterapia. E ainda que psicólogo irá dar conselhos e com amigos consigo conselhos sem custo.


Vamos entender melhor a diferença entre conversa de amigos e psicoterapia.


1. Conselho de amigo x Conselho do Psicólogo.






Muitos acreditam que psicólogo fornece conselhos e porque não pedir então a um amigo? Afinal, não haverá custo! O papel do psicólogo não é aconselhar.


Um amigo pode dar conselhos, um conselho de um amigo ou parente estará relacionado à experiência de vida que ele teve e que pode ajudar ou não. Um psicólogo irá ajudá-lo a desenvolver formas de lidar com a situação que está vivendo, promoverá autoconhecimento que ajudará a compreender a situação com maior propriedade e desenvolver autonomia algo que o conselho não ajudará.


Um ponto importante é seu amigo ou parente pode não identificar que você tem uma depressão, por exemplo, pode aconselhar você a dar valor ao que tem, quando não se consegue fazer isso devido a depressão.


Um conselho de um amigo pode valer muito dependendo da situação. Uma orientação psicológica favorecerá o desenvolvimento pessoal.


Exemplo: uma amiga pode tentar alertá-la que você tem sempre se comportado de uma forma que não lhe traz boas consequências. Um psicólogo pode te ajudar a entender porque sempre tem esse comportamento.



2. Escuta diferenciada



Muitos tem aquele amigo ou amiga, mãe, parente que o entende como ninguém. Que você conta tudo e esta pessoa está sempre lá para te ajudar. É muito saudável ter com quem compartilhar nossos momentos sejam eles bons ou ruins.


O profissional da psicologia irá ouvi-lo de forma diferente, muito diferente daquela pessoa tão especial que confia. Como assim? O psicólogo ouve sem julgamentos, de forma mais neutra possível e com conhecimento de técnicas científicas conseguimos compreender o funcionamento mental e o comportamento apresentado por cada paciente. É observado o que está nas entrelinhas, o gesto, o que não é dito e conteúdos que o paciente não consegue identificar nele mesmo.


3. Julgamento



Mesmo sem intenção aquela pessoa que você confia muito, naturalmente, ela pode te julgar. E seus conselhos será baseado nestes julgamentos e preconceitos. Já no processo de psicoterapia o psicólogo não julga. Procura compreender seu comportamento e ajuda você mesmo se entender a fim de conseguir identificar a melhor forma de lidar com a situação apresentada.


4. Alívio



Como é gostoso desabafar promove um alívio depois. E como é bom rir de tudo com amigos. Depois daquela conserva que pode até ter começado tensa, mas foi aliviando e no final riram muito como é gostoso! E por isso muitos fazem associação com psicoterapia. A psicoterapia é um processo, envolve muitas vezes tocar em assuntos que causa desconforto, nem sempre uma sessão é um alívio. Entretanto, esse desconforto é necessário para o processo desenvolver e promover melhora, amadurecimento e promover bem estar ao paciente. Uma conversa de amigos é saudável, muito bom poder ter com quem contar e ter esse momento de alívio, no processo psicoterápico há ganhos mais profundos que um alívio momentâneo.


5. Desabafo



Naquele momento em que há tensão, ansiedade, estresse, nervoso e não consegue se conter, como é bom ter aquela pessoa para despejar toda essa angustia. Pode ocorrer de seu amigo ficar sem palavras e não saber lidar com todo conteúdo passado pra ele, claro que o fato dele estar com você ouvindo já ajuda muito! Entretanto, um psicólogo neste momento poderá ter recursos que auxiliará, lhe dará um apoio, terá maior ferramenta para conseguir ajudá-lo a restabelecer.


No momento de desabafo com um amigo ele te ouvirá e procurar te apoiar. Um psicólogo te ouvirá de uma forma diferenciada, neutra, e nesse movimento seu será conteúdo que o psicólogo conseguirá compreende-lo ainda mais.



E estes são as cinco principais diferenças entre psicoterapia e conversa de amigos, há outras. Se tiver interesse em saber mais entre em contato comigo ou compartilhe.


Esta publicação é informativa sem fins terapêuticos.

Comentarios


bottom of page